História dos Puzzles

Peça a peça, assim nasceu o puzzle

São um dos jogos que nos acompanha desde pequeninos até sermos adultos e que nos entretém durante horas. Entre a satisfação do resultado final e a frustração inicial, os puzzles já têm quase três séculos e estão outra vez na moda. Mas será que todos sabem como é que este quebra-cabeças foi criado?

Como tudo começou

Em família, com amigos ou sozinho, já todos passámos horas a olhar para imensas peças misturadas, sem saber por onde começar. Primeiro, montamos a parte de fora, depois procuramos juntar as peças que parecem pertencer à mesma figura e, no final, esperamos para que nenhuma tenha ficado perdida, para que possamos ver a imagem completa. Esta é uma das fórmulas mais conhecidas para resolver este tipo de passatempo que há quase 300 anos. É difícil ter a certeza sobre quem criou o puzzle mas, vários historiadores, atribuem o feito ao cartógrafo inglês John Spilsbury. Tudo começou quando John decidiu colar um mapa numa tábua de madeira, cortar em peças, e vender como uma ferramenta para quem quisesse aprender geografia. O conceito não era muito diferente daquele que conhecemos hoje. Várias peças com uma ordem lógica que, quando colocadas no sítio certo, resultam numa figura. Ao longo dos anos, foram feitas várias alterações e, no século XX, os puzzles começaram a ganhar maior popularidade e passaram a ser produzidos em cartão. Mais recentemente, houve upgrades para quem gosta de desafios e apareceram versões mais difíceis e em três dimensões.

Diverte-te

sem saíres de casa

Ver artigos

Não é só uma brincadeira de miúdos

Este tipo de quebra-cabeças é utilizado por muitos como passatempo e como forma de estimular o cérebro. Mas, como algumas centenas de peças não chegam, há quem goste de se desafiar a si próprio e levar a experiência ao extremo. Dos puzzles de dupla face aos cortes mais estranhos, há mesmo quem ache que quanto mais peças, melhor.

Atualmente, o recorde do Guinness para maior puzzle foi estabelecido em 2011 pela University of Economics Ho Chi Minh City, no Vietnam. Mais de 1500 alunos juntaram-se para construir um puzzle de 551 232 peças (sim, leste bem, mais de 550 mil peças!). O resultado final retratava uma flor de lótus e media 14,85 x 23,20 metros. Os estudantes demoraram 17 horas a montar o quebra-cabeças.

Quando falamos de rapidez, Deepika Ravichandran é atualmente a detentora do recorde. A americana demorou pouco mais de 13 minutos a completar o puzzle composto por 250 peças, feito especialmente para o Guinness World Record.

Cria o teu próprio puzzle

Agora que todos passamos mais tempo em casa e precisamos de novas formas de nos entreter, os puzzles parecem ter voltado a ganhar popularidade. Mas, depois de montar todas as paisagens de cidades por todo o mundo e imagens de animais, porque não criares o teu próprio puzzle?

Tudo o que precisas é de uma imagem à tua escolha e de um material com alguma resistência (uma cartolina mais grossa ou uma caixa). Depois, faz como John Spilsbury, cola a tua imagem ao material escolhido, e corta com as formas que preferires. Podes optar por fazer este projeto com um desenho, ou mesmo com uma foto de família, para oferecer como prenda, ou para mais tarde emoldurar. Se, por outro lado, quiseres poupar tempo ou projetos manuais não forem a tua praia, consulta a nossa secção de puzzles e escolhe aquele que vai ser o teu próximo desafio. Das tuas séries preferidas aos monumentos 3D, há opções para todos os gostos.

Lê também:

- Benefícios do Gaming

- Gaming no Feminino

- Tudo sobre a nova Playstation 5

- Nova Xbox Series X

Comparar Produtos

    Comparar Produtos

    ×
    Utilização de cookies:Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses.Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.Saiba mais aqui.