92ª edição dos Óscares

Data

9 de fevereiro de 2020

Local

Teatro Dolby, Hollywood, Los Angeles

Organização

Academia de Artes e Ciências Cinematográficas

Melhor Filme

Vencedor

Parasitas

O grande vencedor da 92ª edição dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, melhor conhecidos como Óscares, foi Parasitas, do realizador sul-coreano Bong Joon-Ho. Esta comédia negra sobre injustiças sociais, que nos guia pela teia que envolve duas famílias de classe sociais completamente diferentes, tinha seis nomeações para os Óscares, das quais ganhou quatro e levou para casa a estatueta dourada para Melhor Filme. Além de nos contar um enredo completamente mirabolante, em que um primeiro encontro leva a uma cadeia cada vez mais desastrosa de eventos, Parasitas tem o privilégio de poder contar a história de uma indústria cinematográfica que esteve décadas ausente das nomeações para os Óscares, e que faz em 2020 história com o primeiro Óscar de Melhor Filme dado a um filme não falado em inglês em 92 anos desta cerimónia.

1917

Um dos grandes favoritos à corrida pelo Óscar de Melhor Filme, tendo já sido vencedor dos Globos de Ouros nas categorias de Melhor Drama e Realizador e contando com 10 nomeações para os Óscares, entre as quais se destaca a de Melhor Filme, 1917 é um drama épico que acompanha dois soldados britânicos à medida que vão navegando uma missão aparentemente impossível durante a Primeira Guerra Mundial: atravessar território inimigo e entregar uma mensagem que impedirá um ataque letal contra centenas de soldados. Com produção, realização e argumento de Sam Mendes, 1917 é uma história sobre coragem e companheirismo que se inspira numa história contada pelo escritor trinitário-tobagense de origem portuguesa Alfred Mendes, avô paterno do realizador, que serviu o exército britânico durante a guerra. Das suas 10 nomeações, ganhou três em categorias técnicas.

Era Uma Vez em… Hollywood

Era Uma Vez em Hollywood, a nova longa-metragem dirigida, escrita e produzida por Quentin Tarantino, protagoniza o regresso deste realizador à corrida do Óscar de Melhor Filme, à qual não regressava desde Django Libertado em 2012. O novo filme de Quentin Tarantino tem lugar em Los Angeles de 1969, onde tudo está em mudança. Rick Dalton é um ator de "westerns" televisivos que, juntamente com o seu duplo e amigo de longa data Cliff Booth, chega a Hollywood determinado a reavivar a sua carreira. Ali, os seus destinos vão cruzar-se com personagens que marcaram uma época. Para além da nomeação a Melhor Filme, Era Uma Vez em Hollywood estava nomeado para nove outras categorias, das quais conseguiu obter duas estatuetas douradas.

O Irlandês

Talvez a maior aposta da Netflix até hoje para os Óscares, O Irlandês reuniu dez nomeações, entre as quais a de Melhor Filme. Marcando presença como o filme que marcou o regresso de Scorsese às nomeações para Óscar de Melhor Filme desde O Lobo de Wall Street., O Irlandês retrata uma saga épica sobre o crime organizado nos Estados Unidos durante a época da pós-guerra, vista através dos olhos do veterano da Segunda Guerra Mundial, Frank Sheeran, um assassino a soldo que trabalhou com algumas das figuras mais notáveis do século XX, incluindo os Bufalinos, uma família ligada ao crime. Apesar do êxito que tem sido com o público e entre os críticos, que elogiam o trabalho de Scorsese e a performance de DeNiro, Pacino e Pesci, O Irlandês não ganhou em nenhuma das categorias para as quais tinha sido nomeado.

Jojo Rabbit

Jojo Rabbit, o primeiro filme do realizador, escritor e ator Taika Waititi a ser nomeado aos Óscares, arrecadou seis nomeações aos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, entre as quais se destaca a de Melhor Filme. Sobre um tema muitas vezes difícil de navegar, Jojo Rabbit apresenta uma sátira sobre a Segunda Guerra Mundial, que conta a história de Jojo, um rapaz de 10 anos nazista, que sonha em participar na Juventude Hitleriana e tem como amigo imaginário Adolf Hitler. Um dia, a sua visão do mundo inverte-se quando descobre que a sua mãe está a esconder uma jovem judia no sótão. Embora não tenha conseguido o galardão de melhor filme, Jojo Rabbit garantiu a Taika Waititi o seu primeiro Óscar, na categoria de Melhor Argumento Adaptado.

Joker

Um favorito do público desde da sua estreia em cinema, Joker tinha onze nomeações aos Óscares, entre as quais se destaca a de Melhor Filme. Tido pelos críticos como uma das melhores representações no grande ecrã sobre uma personagem de banda desenhada, Joker apresenta uma nova origem de um dos maiores inimigos do Batman aos dias de hoje, pela mão de Todd Phillips. Joaquin Phoenix dá vida a Arthur Fleck, um homem que enfrenta a crueldade e o desprezo da sociedade, juntamente com a indiferença de um sistema que lenta, mas asseguradamente lhe dá o empurrão necessário para a sua decadência mental. Preso numa existência cíclica que oscila entre o precipício da realidade e da loucura, uma má decisão acarreta uma reacção em cadeia de eventos crescentes e, por fim, mortais. Embora não tenha ganho o prémio da Academia para Melhor Filme, Joker obteve duas estatuetas douradas, uma delas pela brilhante performance de Phoenix.

Le Mans '66: O Duelo

EUA, década de 1960. Com a Ferrari a ganhar protagonismo do ramo automobilístico pelo "glamour" dos seus veículos e pelas excelentes prestações em corridas, a Ford percebe que tem de recriar a imagem da marca e mostrar a força dos seus automóveis. Este "embate" entre Ford e Ferrari nas 24 Horas de Le Mans é o foco de Le Mans 66 - O Duelo, ou Ford v. Ferrari, dependendo do lugar onde é exibido. Acima de tudo, Le Mans 66 retrata a história de um homem que o grande público não conhecia, pelo menos a este nível, Ken Miles, o piloto que levou a Ford à vitória. Isso não é assumido no título, até porque qualquer um dos escolhidos tem muito mais potencial para garantir uma grande bilheteira, mas foi esse o caminho seguido pelo realizador James Mangold, que tratou de contar uma história para uma audiência mais ampla e não apenas para os fanáticos da competição automóvel. Esta história garantiu a este filme quatro nomeações para os Óscares, entre as quais se destaca a de Melhor Filme. Das quatro nomeações, Le Mans - O Duelo obteve dois Óscares em categorias técnicas.

Marriage Story

Um retrato profundo e sensível sobre o fim de um casamento e uma família que luta para permanecer unida. Numa simples frase, esta é a história de Marriage Story, em que acompanhamos a jornada de Charlie Barber e Nicole Ryder Barber, entre brigas e mudanças de cidades entre Nova York e Los Angeles. Críticos dizem que este é um dos melhores filmes da carreira de Noah Baumbach, o realizador de Marriage Story, e que as seis nomeações para os Óscares, entre as quais está a nomeação para Melhor Filme, são bem merecidas. No entanto, nesta edição a aposta da Netflix ganhou apenas um dos seis Óscares a que se propunha, naquela que foi a edição com mais nomeações em geral para a Netflix.

Mulherzinhas

Da realizadora e argumentista Greta Gerwig, chega-nos uma nova versão de Mulherzinhas, que se baseia não só no romance clássico de Louisa May Alcott, como também nas notas deixadas pela autora. As "Mulherzinhas" desta história são a intempestiva Jo, narradora e protagonista nesta história, a conservadora Meg, a frágil Beth e a romântica Amy, que Marmee, a mãe, fica com a responsabilidade de educar quando o marido parte para combater na Guerra Civil Americana. A apoiá-la na educação das filhas, Marmee tem a seu lado a tia March. As duas vão acompanhando a passagem de cada uma delas para a vida adulta, fazendo com que entendam o verdadeiro significado de amor, virtude e emancipação, numa das épocas mais complexas da história dos EUA. Este clássico que, na opinião de Gerwig, continua a ser oportuno e intemporal, tinha seis nomeações para os Óscares, das quais se destaca a de Melhor Filme. Embora não tenha obtido o prémio para Melhor Filme, Mulherzinhas ganhou um de seis Óscares para os quais estava nomeado.

Vencedor

Joaquin Phoenix,
Joker

Nomeados

Antonio Banderas,
Dolor y Gloria

Adam Driver,
Marriage Story

Jonathan Pryce,
Dois Papas

Leonardo DiCaprio,
Era Uma Vez em… Hollywood

Vencedora

Renée Zellweger,
Judy

Nomeados

Cynthia Erivo,
Harriet

Charlize Theron,
Bombshell

Saoirse Ronan,
Mulherzinhas

Scarlett Johansson,
Marriage Story

Vencedor

Brad Pitt,
Era Uma Vez em… Hollywood

Nomeados

Al Pacino,
O Irlandês

Anthony Hopkins,
Dois Papas

Joe Pesci,
O Irlandês

Tom Hanks,
Um Amigo Extraordinário

Vencedor

Laura Dern,
Marriage Story

Nomeados

Kathy Bates,
O Caso de Richard Jewell

Florence Pugh,
Mulherzinhas

Margot Robbie,
Bombshell

Scarlett Johansson,
Jojo Rabbit

Vencedor

Toy Story 4

Nomeados

J’ai perdu mon corps

Klaus

Mr. Link

Como Treinares o Teu Dragão: O Mundo Secreto

Vencedor

Bong Joon-ho,
Parasitas

Nomeados

Martin Scorsese,
O Irlandês

Quentin Tarentino,
Era Uma Vez em… Hollywood

Sam Mendes,
1917

Todd Philips,
Joker

Vencedor

1917

Nomeados

Avengers: Endgame

O Irlandês

O Rei Leão

Star Wars: A Ascensão de Skywalker

Comparar Produtos

    Comparar Produtos

    ×
    Utilização de cookies:Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses.Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.Saiba mais aqui.