Animal Crossing na Nintendo Switch

Animal Crossing chega à Nintendo Switch

Imagina um jogo de simulação parecido com o Sims, em que o objetivo não é controlares o teu próprio mundo nem o comportamento de personagens que criaste, mas sim contribuíres à tua maneira, com diversas atividades, para o bem-estar de uma vila e das pessoas que nela vivem. Se te parece o videojogo que procuravas, o seu nome é Animal Crossing.

A comparação com o The Sims é algo que tem acompanhado o franchise do Animal Crossing desde que foi criado e lançado em 2001 pela Nintendo, um ano depois do jogo desenvolvido pela Electronic Arts. Desde aí, sempre passou um pouco debaixo do radar quando comparado com o franchise mais vendido de sempre (o Sims vendeu 200 milhões de unidades desde que foi criado), mas isso não impediu de ser um dos jogos queridos dos críticos e da legião de fãs que foi capaz de criar.

A premissa do jogo não é muito complexa. No Animal Crossing, o jogador cria a sua personagem humana que tem de conviver numa vila habitada com diversos animais antropomórficos, à semelhança do que acontece – numa perspetiva mais cosmopolita- na série animada da Netflix "Bojack Horseman". Na vila, o jogador tem de desempenhar uma série de tarefas como pescar, apanhar insetos, caçar fósseis, plantar diversos tipos de fauna e flora e socializar com os seus vizinhos.

Existem vários fatores que tornam este jogo peculiar. Por um lado, não tem uma conclusão nem objetivos definidos, desafiando-te a passar o tempo que quiseres a fazer as diversas atividades que são colocadas à tua disposição. Nestas atividades, colecionas items que depois podem ser trocados por Bells, a moeda do videojogo, que te permitem customizar a tua personagem como gostares mais, comprar mobília para a tua casa e decorá-la, expandir o teu terreno e construir uma casa maior, investir em ações ou até jogar jogos de sorte. Por outro lado, estas mesmas atividades podem colocar-te conflitos e problemas da vida real, como dívidas ou problemas com algumas das personagens com que te relacionas que podem decidir abandonar a vila por causa disso.

Outra particularidade, é ser jogado em tempo real usando o relógio e o calendário internos da consola, criando uma sensação de que a própria vida do jogo faz parte da tua rotina. Os feriados, os crescimentos de uma planta, entre outras coisas, respeitam, de certa forma, o tempo que demorariam na “realidade”. Aliás, durante o jogo existem alguns eventos e cenas com outras personagens que reforçam ainda mais esta ideia pois, ao mesmo tempo que desenvolves relações com outras personagens da tua vida – conversando, trocando cartas, jogando às “escondidas” -, elas continuam a ter as suas próprias rotinas e não tens qualquer controlo sobre elas (ao contrário do que acontece no Sims). Estas características, juntamente com a famosa banda sonora, mantiveram-se nas diferentes edições do jogo desde que o primeiro Animal Crossing foi lançado e apaixonaram fãs por todo o mundo, que podiam ter no jogo uma espécie de vida alternativa. Vamos relembrá-las?

Animal Crossing (2001)

Lançado na Nintendo 64, foi bem recebido pelos críticos e vendeu mais de 2 milhões de cópias no mundo inteiro. Introduziu personagens que iriam aparecer em versões subsequentes como Tom Nooki, o guaxini agiota que é dono de lojas, e que te persegue se te endividares com ele.

Animal Crossing: Wild World (2005)

O jogo que tornou o franchise verdadeiramente popular, foi lançado para a Nintendo DS e vendeu quase 12 milhões de cópias no total. Em Wild World, já era permitido jogar online através da Nintendo Wi-Fi Connection e os diferentes jogadores já podiam visitar as vilas uns dos outros.

Animal Crossing: City Folk (2008)

A terceira edição do videojogo já foi pensada para a Wii. Apesar de algumas novidades como a possibilidade de ter um chat com outros jogadores, acabou por ser considerado demasiado parecido com o Wild World e não foi um grande sucesso comercial.

Animal Crossing: New Leaf (2012)

Trouxe o franchise de novo para a ribalta, vendendo mais de 12 milhões de cópias. Lançado na Nintendo 3DS, o jogo introduziu novas personagens como Isabelle, que se tornou a favorita de vários fãs, permitiu a partilha em redes de snapshots do jogo e já dava a possibilidade de a personagem do jogador se tornar Presidente da vila onde vivia, com novas tarefas associadas a esse papel.

Depois de 2012, também foram lançados mais três spin-offs do franchise original:
- O Animal Crossing: Happy Home Designer, lançado em 2015 na Nintendo 3DS e focado exclusivamente na decoração de casas.
- O Animal Crossing: Amiibo Festival, lançado para Wii U, era um jogo Toys-to-Life que reunia diversas personagens do universo da Nintendo que não foi um grande sucesso.
- O Animal Crossing: Pocket Camp, lançado em 2017, foi a tentativa do franchise de também fazer parte dos smartphones dos fãs através de uma gaming app

Animal Crossing: New Horizons na Nintendo Switch

2020 marca o regresso do Animal Crossing às consolas. Agora na Nintendo Switch, Animal Crossing: New Horizons já está a criar burburinhos na comunidade do gaming. Anunciado na E3 de 2019, o jogo vai ficar disponível a partir de 20 de Março e promete trazer algumas novidades, mantendo as características que tornaram o franchise popular. Em New Horizons, os jogadores vão para uma ilha deserta depois de comprar um pack de viagens a Tom Nooki e têm de desenvolver um território do princípio. Para isto, podem convidar animais para a ilha e escolher onde estes podem construir as suas casas. Neste processo, o videojogo introduziu duas novas funcionalidades: já é possível converter matérias-primas em materiais ou mobília e foi criada uma nova moeda – as Nook Miles – que são ganhas através de diversas tarefas e podem ser utilizadas para comprar items premium Outras novidades serão a adaptação da meteorologia e tempo do jogo irão à localização do jogador, quer esteja no hemisfério norte ou no sul e o regresso de personagens queridas dos fãs como Isabelle, Mr.Resetti e KK Slider.

Lê também:

- Benefícios do Gaming

- Gaming no Feminino

- Tudo sobre a nova Playstation 5

- Nova Xbox Series X

Comparar Produtos

    Comparar Produtos

    ×
    Utilização de cookies:Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses.Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.Saiba mais aqui.