Casa
Decoração

Dicas de Arrumação

Desperte a alegria

com as dicas de arrumação
de Marie Kondo

A técnica de arrumação de Marie Kondo já não é nova, mas ganhou um novo protagonismo com o programa da Netflix “Marie Kondo: A Magia da Arrumação”. Nele, Marie Kondo oferece os seus serviços de organização e arrumação a diferentes famílias americanas.
Ao longo dos episódios, a inventora do método KonMari oferece algumas dicas de arrumação, mas também sugere alguns produtos que permitem manter o espaço mais organizado. Marie Kondo propõem dividir a arrumação por cinco categorias: roupas, livros, papelada, itens variados e artigos de valor sentimental.

VER ARTIGOS

Roupas

Este é normalmente o ponto de partida na série “Marie Kondo: A Magia da Arrumação” da Netflix.

Um dos primeiros espaços que a guru de arrumação japonesa começa por visitar acaba por ser o roupeiro ou o closet da família. Mas é também aqui por onde deve começar a sua organização, retirando tudo o que estiver dentro do armário e cómodas.

De seguida, deve pegar numa peça de roupa e guiar-se pelo sentimento de alegria que sente ao tocar-lhe. Se não sentir nada, deve colocar a peça de roupa na pilha para dar ou deitar fora. Depois deste passo estar concluído, deve iniciar o processo de dobragem de roupa através do método KonMari.

No final, o resultado esperado é que qualquer peça esteja dobrada num pequeno retângulo e que se consiga manter em pé. Marie Kondo sugere que as peças de roupa mais pequenas possam ser guardadas em caixas ou cestas. Além disso, pode também utilizar organizadores de gavetas para aproveitar o espaço.

VER ARTIGOS

Livros

Também aqui o método é semelhante.

Coloque todos os livros que possui num monte e vá retirando um a um. Aquele que despertar alegria é o que deve manter. Esta técnica gerou alguma controvérsia, especialmente entre os amantes de livros. Kondo sugere que mantenha apenas 30 livros.

Porém, deve ter em mente que esta é apenas uma sugestão. Se possuir mais de 30 livros e todos eles despertarem um sentimento de felicidade em si, deve mantê-los. Se ficar feliz só de ver certos livros na estante ou na prateleira, isso é um sinal que os deve manter.

No entanto, se possui muitos livros que já não tem interesse em ler ou reler, o melhor será doá-los.

VER ARTIGOS

Papelada

Para ajudar a livrar-se daquela gaveta cheia de papelada, Marie Kondo também oferece a sua sabedoria. Correio, contas para pagar, formulários ou outra informação importante tende a ficar guardada, mas segundo Marie Kondo deve deitar tudo fora. Claro que primeiro, deve verificar se não está a deitar fora nenhum documento importante. Por isso mesmo, deve colocar mais uma vez todos os papéis num pequeno monte.

Divida os documentos que possui em três categorias:
• Papéis que precisam da sua atenção como contas para pagar, formulários para preencher, entre outros;
• Papéis que precisa a curto prazo como faturas, garantias de eletrodomésticos ou documentos relacionados com impostos, por exemplo;
• Papéis que precisa de manter para sempre como é o caso de contratos ou certidões de nascimento.

Para ajudar na sua organização pode colocar os papéis em dossiers ou pastas. Todos os papéis que não pertençam a estas categorias devem ser deitados fora.

VER ARTIGOS

Itens Variados

Esta é talvez a categoria mais difícil de conseguir manter arrumada. Isto porque pode incluir os armários cheios de acessórios de cozinha, a despensa, CD’s, DVD’s, produtos de beleza, equipamentos e acessórios eletrónicos, entre outros itens que pode encontrar em sua casa.

Também aqui deve retirar todos os produtos, equipamentos e acessórios do local onde se encontram, juntá-los e verificar se sente alegria. Muitos dos produtos podem ser necessários para tarefas rotineiras e por isso, considere também a utilização que dá a cada um.

Arrume os produtos por categoria, de forma a ser mais fácil encontrá-los e coloque os produtos que consiga em recipientes que permita vê-los.

VER ARTIGOS

Artigos de Valor Sentimental

Também os artigos de valor sentimental podem ser difíceis de doar ou deitar fora.

Desenhos de crianças que já são adolescentes ou postais de natal com vários anos, são alguns dos artigos que acabam por ficar acumulados. Um dos grandes medos associados a deitar estes artigos sentimentais fora, é que estejamos também a esquecer-nos das memórias associadas a elas, diz Marie Kondo. Mas ainda segundo a guru japonesa, as verdadeiras memórias nunca se esquecem mesmo que não tenhamos artigos de valor sentimental associados.

A melhor abordagem é pensar no que pretende guardar, em vez no que pretende deitar fora. A razão é simples: existem muitos itens com valor sentimental, desde a infância à vida adulta, passando por itens que foram herdados. Pode tornar-se angustiante não os manter. Outro truque é, em vez de guardar os artigos de valor sentimental, exibi-los. Assim, ao ver estes artigos irá despoletar alegria durante o dia-a-dia.

Uma das tarefas que pode custar mais é deitar fora fotografias antigas. Este, aliás, deve ser o último passo para manter a sua casa arrumada. Junte todas as fotografias e organize-as por ano ou período em que foram tiradas. Das fotos que sejam semelhantes devem ficar apenas com uma. Se tiver fotos do mesmo dia, escolha também apenas uma. Depois do processo estar completo, coloque todas as fotas num álbum de fotos.

VER ARTIGOS

Produtos Comparados

Limpar Tudo

×
Utilização de cookies:Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses.Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.Saiba mais aqui.