Quer ter um Gato?
Conheça os cuidados necessários!

A decisão de ter um gato, embora possa parecer à partida mais fácil do que optar por um cão, não pode ser igualmente tomada de ânimo leve. É verdade que não é necessário levar o gato a passear à rua, mas os gatos são animais que exigem também cuidados muito específicos. A sua descendência felina faz deles animais domésticos um pouco mais independentes e autónomos, do que por exemplo os cães, mas não quer isso dizer que dispensam a companhia dos seus donos. São pouco dependentes de rotinas do dia-a-dia mas bastante territoriais e sensíveis ao stress.

Afetos vs Independência

Há gatos, em idade adulta, mais afetuosos e que procuram mais a companhia dos donos do que outros. Tudo depende dos hábitos que lhe impõe enquanto este é pequenino, mas muito advirá da sua personalidade.

São, por natureza, animais misteriosos e faz parte do seu instinto terem alguns esconderijos em certas zonas da casa. Conte com uma relação afetuosa, mas dependente da vontade do seu gato para amar.

Por serem bastante territoriais, é sempre preferível, em situações de ausência mais prolongada, optar por alguém ir tratar do seu gato a casa do que retirá-lo do seu território.

Alimentação

A permanência em casa faz com que os gatos sejam um pouco sedentários. Uma alimentação adequada, e regrada, é fundamental para que o seu gato não fique obeso. A comida húmida tem mais gordura do que a ração seca, no entanto, é fundamental comparar os rótulos para fazer a escolha mais saudável.

Mais do que com a comida, é conhecida e elevada exigência dos gatos com os bebedouros. Se quer evitar que o seu gato beba pouca água ou beba das torneiras, invista num bom bebedouro automático que mantenha a água sempre em movimento. Visite já área de Alimentadores e Dispensadores para animais da Worten e faça a melhor escolha.

Higiene e Saúde

Os gatos são, de todos os animais domésticos, os mais asseados. Fazem as necessidades numa caixa de areia, com a qual são bastante exigentes, e tratam da sua própria higiene diária pelo que não é necessário dar-lhes banho. Os cuidados de higiene que tem que ter com o seu gato passam sobretudo pelos olhos, ouvidos e em manter a caixa limpa. Como não vão á rua são poucos os riscos de contraírem doenças. Deve estar sempre atento aos comportamentos do seu gato, mas poucos serão os gastos com veterinário para além da vacinação e desparasitação periódicas.

Os gatos começam a ter o cio entre os 6 e os 8 meses, consoante seja fêmea ou macho, respetivamente. Estes ciclos, que representam o início da disponibilidade para acasalamento, podem ocorrer entre 2 a 4 períodos por ano e têm uma duração de cerca de duas semanas. Os comportamentos variam consoante o temperamento do animal, mas os mais comuns passam por miares intensos e constantes, até urinar fora da caixa para marcar território. Para evitar esta angustia, para donos e gatos, a esterilização é a forma mais eficaz e aconselhável. Existem outros métodos, tais como a pílula, que evitam sobretudo a procriação e reduzem os comportamentos do cio mas que podem originar, a longo prazo, problemas de saúde como tumores mamários.

Curiosidade e Brincadeira

A esperança média de vida de um gato situa-se entre os 12 e os 18 anos sendo que este passa mais de 12 horas do seu dia a dormir. Porém, quando está ativo, é bastante curioso e brincalhão. É fundamental para combater o sedentarismo que o gato tenha estímulos ao longo do seu dia.

Seja através de um simples arranhador ou de brinquedos mais tecnológicos estimule os instintos felinos do seu gato ajudando-o a ser mais ativo. Saberá que ele está feliz se o vir andar pela casa com a cauda totalmente levantada, à exceção da ponta relaxada!

Produtos Comparados

Limpar Tudo

Utilização de cookies:Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.Saiba mais aqui.×